17 de mar de 2013

Livro da vez: Depois daquela viagem!



Foi um dos melhores livros que já li até agora e também muito inspirador. Quem não sonha viagem muito? Estudar em outro país? Foi exatamente isso que aconteceu com Valéria, na adolescia ter descoberto que tinha contraído o vírus da AIDS. Isso mesmo, AIDS.
Aos 16 anos de idade, namorava um rapaz bem mais velho, de 25 anos. Namoro conturbado, ciumento, violento. E quente. Desinformada sobre os perigos das doenças sexualmente transmissíveis, aceitou quando o namorado quis transar sem camisinha. Dois anos depois do fim desse namoro, Valéria descobriu  que era portadora do vírus da AIDS. Descobrir que ter uma DST já é difícil, mais e quando é uma doença sem cura? Valéria passou por um sofrimento, o medo de encarar as pessoas, os seus amigos. Ela, realmente, ficou sem chão.
Conviveu durante uns dois anos com os amigos sem lhes contar nada, morrendo de medo de que alguém descobrisse tudo, de que tivessem contato com o seu sangue e também contraíssem a doença, com medo de ter um namoro mais sério.
Após um certo tempo, Valéria viaja para os Estados Unidos para fazer um curso de teatro, aprendeu a viver sozinha, fez novos amigos, mas continuava com medo de contar para os outros que tinha HIV.
Ela começou a ter alguns problemas de saúde, e ao procurar um médico, descobriu que existiam novos tratamentos e que a AIDS poderia ser controlada com medicação. No início, ela resistiu ao tratamento, pois estava esperando apenas sua morte chegar. Mas graças ao médico americano, que lhe incentivava, colocando-a em contato com outras pessoas que possuíam a doença e viviam normalmente, ela resolveu utilizar os remédios.
Ao voltar ao Brasil, sua saúde piorou, ela passou alguns dias internada no hospital e só nesse momento conseguiu contar para os amigos e familiares que tinha AIDS. Recebeu o apoio de todos e percebeu que poderia e deveria levar adiante sua vida, sem o medo de morrer a qualquer momento, como ela tinha antes.
 
O que mais me surpreende na Valéria, é que ela nunca desistiu de viver. Ela nunca perdeu o seu brilho, e ainda descobriu que poderia contar com a ajuda de todos. Realmente, é um livro muito interessante, apesar de ser triste. Mas que esse livro sirva de exemplos. Na escuridão, bem lá no final, você irá achar uma luz.

6 comentários:

  1. adoro ler e essa parece ser uma otima leitura.

    Tem post novo la no blog, passa lá ;)

    bjs
    http://blogvidinhaminha.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Awn que fofo! Acho que eu iria gostar do livro. Está na moda livros sobre adolescentes enfermos né? Dá para alertar e concientizar ao mesmo tempo ^^

    Att, Line
    putmerd.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Amo histórias de superação,deve ser lindo mesmo o livro!
    já estou seguindo
    http://blogadolescentequalquer.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. A cada dia amo mais a literatura. E fiquei com vontade de ler esse livro.

    Seguindo :*

    http://chitafilo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Por mais que pareça inspirador o livro, não agüento ler nada triste.
    Bjs, Tati B
    www.fuxicariafeminina.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Amei a dica pois eu naõ conhecia o livro!!!
    Bjus flor

    http://blogluminoso.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre

Image and video hosting by TinyPic
Meu nome é Joice de Oliveira! Tenho 17 invernos e primaveras. Nasci na Bahia e criei esse mundo mágico chamado Pós Descobertas para compartilhar experiências e descobertas diferentes que eu aprendo a cada dia que se passa. Sou apaixonada por músicas, livros e filmes, amo perdidamente aqueles que me fazem ter muitos motivos para viver cada dia, que são meus pais, meu namorado e claro meus amigos!

Faça Parte!

Personalizado por "Aos Dezesseis Anos". Tecnologia do Blogger.

Acesse também

Image and video hosting by TinyPic

Me leva?